Jogando pra galera!

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Hoje à noite disputaremos mais uma partida com Maraca quase lotado! A diretoria mostrou-se assertiva nesse sentido. Fazendo a inclusão dos torcedores menos afortunados, o clube resgata a identidade da torcida que originalmente frequentava o Maracanã. São os mais humildes que retornam para assistir ao Mais Querido no outrora maior do mundo.

A iniciativa é muito válida, mas veremos por quanto tempo isso vai perdurar. Todos temos ciência de como funcionam nossos mandatários em ano eleitoral e, como no caso do EBM, ano eleitoral ao quadrado. Tomara que não se trate de medida eleitoreira e possamos continuar batendo recordes de publico jogo após jogo. Zico nos ajude!!!

Uma análise soa interessantíssima: a parte esportiva é muito favorecida quando nossos adversários nos enfrentam num Maracanã lotado. A Magnética empurra o time e fica muito difícil sermos batidos em nossos domínios. Percebo que essa medida faz com que os resultados venham, mesmo que a fórceps, o que podemos considerar de grande valia nestes tempos.

Há quem diga que a parte financeira é um pouco prejudicada devido ao valor promocional dos ingressos, mas sinto ser um prejuízo enganoso se colocarmos na balança alguns elementos de comparação como o retorno da torcida aos jogos, o apoio da Nação, que faz com que sejamos muito fortes esportivamente e o benefício social que o clube realiza ao regatar o torcedor menos favorecido financeiramente.

Acredito que essa promoção, por assim dizer, não terá longa duração. Mas devemos ressaltar que um grande passo foi dado em direção ao ganho esportivo do clube através do apoio irrestrito da torcida. É óbvio que deve haver um equilíbrio entre o preço dos ingressos e a quantidade de torcida nos estádios, essa é a tendência. Precisamos encontrar a proporção ideal dessa dualidade.

Esse cálculo é dificílimo, pois deve levar em consideração vários fatores que o influenciam como demanda, horário dos jogos, exibição em TV aberta e outros pormenores, mas acredito piamente que o clube está dando um passo gigantesco para que esse equilíbrio seja encontrado o mais breve possível.

Jogando no Maracanã ou num estádio próprio, o Flamengo sempre deve jogar para a galera, literalmente falando. Nossa força emana diretamente do grito da Magnética nas arquibancadas. Isso é fato incontestável e já é sabido por todo dirigente do Mengão, desde sempre. Negá-lo seria catastrófico e de uma imponderabilidade tacanha.

Outro ponto a ser ressaltado no quesito finanças é o seguinte: se a parte esportiva vai bem, tudo se resolve. A comissão técnica tem tranquilidade para trabalhar, os jogadores sentem-se mais confiantes à medida que os bons resultados se sucedem e os patrocinadores são atraídos cada vez mais pela exposição positiva que é atrelar sua marca ao maior clube de futebol do Brasil.

Todos ganham, tudo melhora quando o time vai bem dentro das quatro linhas. O viés de crescimento é incomensurável, seja esportivo ou financeiro. Tenho plena consciência de que esse é o caminho. Rumo às vitórias, rumo a voos muito mais altos para que conquistemos, junto da Magnética, a maioria dos títulos disputados. Pela felicidade geral da Nação! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo Simplesmente é!

Saudações Rubro-Negras a todos!!!

Fabio Monken

Twitter: @fabio_monken

Gostou? Ótimo! Não gostou? Ótimo também!

Ninguém é o dono da verdade! Isso é fato!

Venha debater conosco suas ideias, mas faça-o educadamente, pois a falta de respeito e de educação são os combustíveis dos fracassados e de parca argumentação!

O post Jogando pra galera! apareceu primeiro em Coluna do Flamengo - Notícias, colunas, contratações, jogos e mais.



from Coluna do Flamengo – Notícias, colunas, contratações, jogos e mais https://ift.tt/2rxTS6B

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Goleiro da França e mais dois capitães de seleções assinam petição por liberação de Guerrero

Rodrigo Mattos: “Na Copa, CBF é a federação que mais desfalca times no ‘período Fifa’”

Flamengo tem retrospectro positivo contra o River Plate

Fla começa no CBLOL reeditando final do Circuito Desafiante contra a IDM Gaming; veja tabela

Conheça Matheus Thuler, zagueiro titular do Fla contra o Atlético-MG

Jogadores do Fla estão preparados para qualquer adversário, garante Everton Ribeiro

André Rocha: “River Plate “arame liso” salva um Flamengo ciente do seu tamanho na América”

Fla enfrenta Atlético-MG com 12 garotos formados na base

EI: “Cuéllar ‘desarma’ perguntas inusitadas com bom humor: o volante do Fla como você nunca viu”