Goleiro da França e mais dois capitães de seleções assinam petição por liberação de Guerrero

Desde que o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) determinou a suspensão de Guerrero para o período de 14 meses, o clima de comoção foi grande entre os atletas do Flamengo e da seleção peruana. Contudo, as manifestações de apoio ao centroavante têm tomado proporções ainda maiores, tendo agora o goleiro Hugo Lloris, do Tottenham-ING e da França, como um dos envolvidos.

Na tarde desta segunda-feira (21), a Federação Internacional de Futebolistas Profissionais (FIFPro) noticiou através de redes sociais que capitães das seleções da França, Dinamarca e Austrália, sendo eles: Lloris, Simon Kjaer e Mile Jedinak, assinaram carta em prol do peruano, que será enviada à FIFA.

O foco da defesa de Guerrero é conseguir liberação para que “El Depredador” dispute, ao menos, a Copa do Mundo. Porém, ainda há esperança de que seja obtida uma nova redução da pena através da justiça comum da Suíça, que seria capaz de anular a decisão do TAS.

Enquanto isso, o contrato de Paolo Guerrero com o Flamengo está suspenso. O vínculo tem duração até o dia 10 de agosto, apenas, e dificilmente será renovado. Fontes indicam que o clube da Gávea, inclusive, busca um novo centroavante para ocupar a vaga deixada por Paolo.

O post Goleiro da França e mais dois capitães de seleções assinam petição por liberação de Guerrero apareceu primeiro em Coluna do Flamengo - Notícias, colunas, contratações, jogos e mais.



from Coluna do Flamengo – Notícias, colunas, contratações, jogos e mais https://ift.tt/2IzymZK

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MESA RUBRO-NEGRA #14 – PARTICIPAÇÃO DE SIMON LÉDO DA TV COLUNA

Jornal da Inglaterra debocha de possível interesse do Livepool em Paquetá

Fla cria projeto com aumento de multa rescisória para manter Paquetá

Roberto Assaf: “O dia em que o Flamengo venceu a seleção campeã do mundo”

Técnico do Liverpool deseja Paquetá e pode oferecer mais de R$ 200 milhões pelo jogador

Meses após recusar o Flamengo, Abel Braga pede demissão do Fluminense