Roberto Assaf: “O Flamengo de quarta-feira passada ficou por lá”

O Flamengo que perdeu hoje à noite do Grêmio por 2 a 0, em Porto Alegre, esteve muito distante daquele que assustou o adversário numa Arena quase lotada, quarta-feira passada, e se não foi um desastre com letras maiúsculas, decepcionou por duas razões evidentes: enfrentou um time reserva – só Bruno Cortez era titular – e não houve a pressão absurda da torcida, que não compareceu em massa. Quarta, em números redondos, compareceram 40 mil, e hoje, apenas 16 mil.

A derrota, aliás, põe mais uma vez na mesa a decisão de preservar jogadores. O Grêmio, que saiu vencedor, não foi prejudicado. Mas é fato que a zaga suplente do Flamengo falhou nos gols e a ausência de Diego – eventualmente criticado – deixou a equipe de Maurício Barbiéri carente de inspiração.

O primeiro tempo foi equilibrado. Os times procuraram jogar futebol, mantendo a posse da bola, principalmente o Rubro-Negro, mas criaram poucas oportunidades. Na realidade, o Flamengo, que jamais soube sair da rígida marcação do adversário, e desperdiçou duas cobranças de falta de frente para Paulo Victor, e o Grêmio, em outras duas, acertou uma. Na primeira, Diego Alves defendeu um pênalti – mão de Rodinei – executado por Jael, aos 25 minutos, e a segunda nos acréscimos, quando o centroavante cabeceou à direita, aproveitando um cruzamento perfeito de Leonardo Gomes. Faltou, ao time da Gávea, maior objetividade, pois pelo menos dois jogadores responsáveis pela criação, Lucas Paquetá e Jean Lucas, não renderam o suficiente.

As equipes retornaram sem mudanças. Mal a bola rolou e o Flamengo voltou a cometer o pecado de errar mais uma falta próximo da área, acertando novamente a barreira. Na sequência, o time desligou, e Marinho, recebendo ótimo lançamento de Jael, tocou de esquerda para ampliar: 2 a 0. Pois o Rubro-Negro começou a perder a tranqüilidade, e eram 12 minutos quando Maurício Barbiéri tratou de providenciar a primeira substituição, trocando Jean Lucas por Geuvânio, para alterar o quadro, na prática tornar a equipe mais ofensiva.

O problema é que continuou sem mostrar a força do jogo anterior, e pior, passou a viver um dilema óbvio e comum: se avançasse todo em busca do empate, poderia levar mais gols, e se não o fizesse, fatalmente sairia derrotado. Aos 23, Marlos Moreno entrou no lugar de Vitinho, naquele momento uma peça nula. Nada aconteceu. Lucas Paquetá rodava de um lado para o outro sem direção. E tinha gente que sequer aparecia. Aos 31, saiu Éverton Ribeiro e chegou Lincoln. Muito tarde.

Assim, à exceção das três faltas frontais ao gol de Paulo Victor, e a bola de Uribe na trave, o Flamengo não ameaçou, o que deixa claro que o time fez muito pouco para um time que pretende brigar pelo título. Na realidade, e apesar dos progressos, o Rubro-Negro continua com dificuldade para ganhar de time gigante fora de casa.

FLAMENGO 0 x 2 GRÊMIO / RS

Data: Sábado, 4 de agosto de 2018.

Competição: Campeonato Brasileiro / 17ª rodada.

Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre / RS.

Público: 14.649 pagantes / 16.588 presentes / 1.939 gratuidades.

Arbitragem: Rafael Traci, Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta / PR.

Gols: Jael 45+1’ e Marinho 48’.

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Thuler, Juan e Renê; Cuellar, Lucas Paquetá, Jean Lucas (Geuvânio 57’) e Éverton Ribeiro (Lincoln 76’); Vitinho (Marlos Moreno 68’) e Uribe. Técnico: Maurício Barbiéri.

GRÊMIO: Paulo Victor, Leonardo Gomes, Paulo Miranda, Bressan (Matheusinho 35’) e Bruno Cortez; Jaílson, Thaciano e Douglas; Marinho (Alisson 77’), Pepê (Thonny Anderson 86’) e Jael. Técnico: Renato Gaúcho.

(*) Diego Alves defendeu pênalti (Rodinei / mão na bola) cobrado por Jael aos 25 minutos.

Reprodução: Roberto Assaf/ Blog rua Paysandu

O post Roberto Assaf: “O Flamengo de quarta-feira passada ficou por lá” apareceu primeiro em Coluna do Flamengo - Notícias, colunas, contratações, jogos e mais.



from Coluna do Flamengo – Notícias, colunas, contratações, jogos e mais https://ift.tt/2OLwYmb

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Landim volta a criticar venda de Paquetá ao Milan: “Me dá vontade de chorar”

João Luis Jr.: “Troféu Cirino de Ouro – Os piores do Flamengo em 2018”

RESENHA: FELIPE MELO | MARIANO | GERSON | MERCADO RN | MARCOS BRAZ: "NÃO VAI TER UMA BARCA"

Rubro-negros pedem contratação de Benedetto após gol marcado pelo atacante na final da Libertadores

Derrotado nas urnas, Lomba revela torcer por sucesso de Rodolfo Landim como presidente do Fla

Homenagem aos ídolos do Mengão

Patrocinadora de R$ 1,4 bilhão cogita investir no Flamengo

Abel Braga tem vice da Copa do Brasil e lanterna do Brasileirão em histórico pelo Flamengo

Especulado no Fla, Ganso pode ser anunciado pelo Internacional, diz site