Roberto Assaf: “O Flamengo de quarta-feira passada ficou por lá”

O Flamengo que perdeu hoje à noite do Grêmio por 2 a 0, em Porto Alegre, esteve muito distante daquele que assustou o adversário numa Arena quase lotada, quarta-feira passada, e se não foi um desastre com letras maiúsculas, decepcionou por duas razões evidentes: enfrentou um time reserva – só Bruno Cortez era titular – e não houve a pressão absurda da torcida, que não compareceu em massa. Quarta, em números redondos, compareceram 40 mil, e hoje, apenas 16 mil.

A derrota, aliás, põe mais uma vez na mesa a decisão de preservar jogadores. O Grêmio, que saiu vencedor, não foi prejudicado. Mas é fato que a zaga suplente do Flamengo falhou nos gols e a ausência de Diego – eventualmente criticado – deixou a equipe de Maurício Barbiéri carente de inspiração.

O primeiro tempo foi equilibrado. Os times procuraram jogar futebol, mantendo a posse da bola, principalmente o Rubro-Negro, mas criaram poucas oportunidades. Na realidade, o Flamengo, que jamais soube sair da rígida marcação do adversário, e desperdiçou duas cobranças de falta de frente para Paulo Victor, e o Grêmio, em outras duas, acertou uma. Na primeira, Diego Alves defendeu um pênalti – mão de Rodinei – executado por Jael, aos 25 minutos, e a segunda nos acréscimos, quando o centroavante cabeceou à direita, aproveitando um cruzamento perfeito de Leonardo Gomes. Faltou, ao time da Gávea, maior objetividade, pois pelo menos dois jogadores responsáveis pela criação, Lucas Paquetá e Jean Lucas, não renderam o suficiente.

As equipes retornaram sem mudanças. Mal a bola rolou e o Flamengo voltou a cometer o pecado de errar mais uma falta próximo da área, acertando novamente a barreira. Na sequência, o time desligou, e Marinho, recebendo ótimo lançamento de Jael, tocou de esquerda para ampliar: 2 a 0. Pois o Rubro-Negro começou a perder a tranqüilidade, e eram 12 minutos quando Maurício Barbiéri tratou de providenciar a primeira substituição, trocando Jean Lucas por Geuvânio, para alterar o quadro, na prática tornar a equipe mais ofensiva.

O problema é que continuou sem mostrar a força do jogo anterior, e pior, passou a viver um dilema óbvio e comum: se avançasse todo em busca do empate, poderia levar mais gols, e se não o fizesse, fatalmente sairia derrotado. Aos 23, Marlos Moreno entrou no lugar de Vitinho, naquele momento uma peça nula. Nada aconteceu. Lucas Paquetá rodava de um lado para o outro sem direção. E tinha gente que sequer aparecia. Aos 31, saiu Éverton Ribeiro e chegou Lincoln. Muito tarde.

Assim, à exceção das três faltas frontais ao gol de Paulo Victor, e a bola de Uribe na trave, o Flamengo não ameaçou, o que deixa claro que o time fez muito pouco para um time que pretende brigar pelo título. Na realidade, e apesar dos progressos, o Rubro-Negro continua com dificuldade para ganhar de time gigante fora de casa.

FLAMENGO 0 x 2 GRÊMIO / RS

Data: Sábado, 4 de agosto de 2018.

Competição: Campeonato Brasileiro / 17ª rodada.

Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre / RS.

Público: 14.649 pagantes / 16.588 presentes / 1.939 gratuidades.

Arbitragem: Rafael Traci, Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta / PR.

Gols: Jael 45+1’ e Marinho 48’.

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Thuler, Juan e Renê; Cuellar, Lucas Paquetá, Jean Lucas (Geuvânio 57’) e Éverton Ribeiro (Lincoln 76’); Vitinho (Marlos Moreno 68’) e Uribe. Técnico: Maurício Barbiéri.

GRÊMIO: Paulo Victor, Leonardo Gomes, Paulo Miranda, Bressan (Matheusinho 35’) e Bruno Cortez; Jaílson, Thaciano e Douglas; Marinho (Alisson 77’), Pepê (Thonny Anderson 86’) e Jael. Técnico: Renato Gaúcho.

(*) Diego Alves defendeu pênalti (Rodinei / mão na bola) cobrado por Jael aos 25 minutos.

Reprodução: Roberto Assaf/ Blog rua Paysandu

O post Roberto Assaf: “O Flamengo de quarta-feira passada ficou por lá” apareceu primeiro em Coluna do Flamengo - Notícias, colunas, contratações, jogos e mais.



from Coluna do Flamengo – Notícias, colunas, contratações, jogos e mais https://ift.tt/2OLwYmb

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Comentarista minimiza vitória do Fla, e Babel fala sobre negociação com o Rubro-Negro: veja o que bombou hoje

VP Geral do Flamengo vai ao Paraná para encontro de Embaixadas do Rubro-Negro

Léo Duarte comemora gol marcado e brinca com virose que teve antes do jogo: “Acho que ajudou”

CNRD aceita pedido do Flamengo de penhora, e Cruzeiro tem prazo de 24h para se manifestar

#BombouNoColuna: Babel fala sobre negociações com o Fla, Cuéllar ganha festa com tema Flamengo e mais

RMP: “Metamorfose”

CBF altera data de confronto entre Flamengo e São Paulo, no Morumbi

Eric Faria considera muito difícil o Flamengo ser campeão: “É o que tem menos chance”