Rica Perrone: “Pra matar saudades”

Aquele Maracanã lotado, rubro-negro e a preços mais aceitáveis até lembrava um Flamengo de personalidade forte, iniciativa de jogo e vitória no fim.

E pra matar a saudades, ele apareceu.

Com o entusiasmo da volta do Guerrero, a atuação espetacular do Diego Alves, o golaço do Paquetá, a fumaça que causa o xodó Vinícius e a vitória construída no segundo tempo, sem folga e com algum sofrimento que é pra ser Flamengo.

O Inter jogou um bom primeiro tempo, mas não voltou pro segundo. O Flamengo fez um primeiro tempo ok, mas sem tentar resolver. No segundo veio pra fazer o gol a todo custo, e fez. Dois.

Não sei o que muda. Nem sei se mantém. O Flamengo alterna jogos como os de hoje com o da Ponte. Mas é indiscutível a alegria do rubro-negro ao se ver líder, Maracanã lotado, Guerrero de volta e Everton Ribeiro estreando pelo clube finalmente.

Quinta-feira vale vaga. No domingo liderança. Na outra semana, a mais sonhada das classificações.

O céu está mais perto do que o inferno. E pensar que estiveram lá não faz nem 1 semana…

abs,
RicaPerrone

Reprodução: Blog do Rica Perrone

O post Rica Perrone: “Pra matar saudades” apareceu primeiro em Coluna do Flamengo - Notícias, colunas, contratações, jogos e mais.



from Coluna do Flamengo – Notícias, colunas, contratações, jogos e mais https://ift.tt/2I42J6y

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Goleiro da França e mais dois capitães de seleções assinam petição por liberação de Guerrero

Rodrigo Mattos: “Na Copa, CBF é a federação que mais desfalca times no ‘período Fifa’”

Flamengo tem retrospectro positivo contra o River Plate

Fla começa no CBLOL reeditando final do Circuito Desafiante contra a IDM Gaming; veja tabela

Conheça Matheus Thuler, zagueiro titular do Fla contra o Atlético-MG

Jogadores do Fla estão preparados para qualquer adversário, garante Everton Ribeiro

André Rocha: “River Plate “arame liso” salva um Flamengo ciente do seu tamanho na América”

Fla enfrenta Atlético-MG com 12 garotos formados na base

EI: “Cuéllar ‘desarma’ perguntas inusitadas com bom humor: o volante do Fla como você nunca viu”